Dê sua opinião sobre nosso atendimento

Parceiros

Prefeitura Municipal de Paraguaçu

Secretaria Municipal de Saúde

Porque as Pessoas Fumam?

    A nicotina, presente em qualquer derivado do tabaco é considerada droga por possuir propriedades psicoativas, ou seja, ao ser inalada produz alteração no sistema nervoso central, trazendo modificação no estado emocional e comportamental do usuário que pode induzir ao abuso e dependência. O quadro de dependência resulta em tolerância, abstinência e comportamento compulsivo para consumir a droga, estabelecendo-se assim  um padrão de auto-administração  caracterizado pela necessidade tanto física quanto psicológica da substância, apesar do conhecimento de seus efeitos prejudiciais à saúde.

    Fumar é um ato complexo e traz consigo um ritual que envolve vários sentidos, além de aspectos sociais, culturais e comportamentais. Fumantes descrevem desde o prazer de sentir um cigarro entre os dedos, até o sabor e aspectos visuais associados ao consumo do produto. Além disso, especialmente em ambientes sociais, o ato de fumar envolve uma "sensação de compartilhamento" com outros fumantes.

 

Dependência ao tabaco?

     Dependência ao tabaco é o resultado da habituação do organismo à nicotina. Obriga a pessoa a fumar, quando o nível no sangue baixa. A dependência ao tabaco é dupla: Física e Psíquica. Manifesta-se por sintomas, tais como: nervosismo, irritabilidade, ansiedade, dificuldade de concentração e insónias, pensamento fixo no tabaco e obsessão em ter o cigarro na mão.

 

Efeitos prejudiciais do tabaco

  • Câncer de Pulmão:
    87% das mortes por câncer de pulmão ocorrem entre os fumantes.

  • Doenças Cardíacas:
    os fumantes correm um risco de 70% maior de apresentar doenças cardíacas

  • Câncer de Mama:
    as mulheres que fumam 40 ou mais cigarros por dia têm uma probabilidade 74% maior de morrer de câncer de mama.

  • Deficiências Auditivas:
    os bebês de mulheres fumantes têm maiores dificuldades em processar sons.

  • Complicações da Diabetes:
    os diabéticos que fumam ou que mascam tabaco correm maior risco de ter graves complicações renais e apresentam retinopatia (distúrbios da retina) de evoluções mais rápidas.

  • Câncer de Cólon:
    dois estudos com mais de 150.000 pessoas mostram uma relação clara entre o fumo e o câncer de cólon.

  • Asma:
    a fumaça pode piorar a asma em crianças

  • Predisposição ao Fumo:
    as filhas de mulheres que fumavam durante a gravidez têm quatro vezes mais probabilidade de fumar também.

  • Leucemia:
    suspeita-se que o fumo cause leucemia mielóide.

  • Contusões em Atividades Físicas:
    segundo um estudo do Exército dos Estados Unidos, os fumantes têm mais probabilidades de sofrer contusões em atividades físicas.

  • Memória:
    doses altas de nicotina podem reduzir a destreza mental em tarefas complexas.

  • Depressão:
    psiquiatras estão investigando evidências de que há uma relação entre o fumo e a depressão profunda, além da esquizofrenia.

  • Suicídio:
    um estudo feito entre enfermeiras mostrou que a probabilidade de cometer suicídio era duas vezes maior entre as enfermeiras que fumavam.

  • Outros perigos a acrescentar à lista:
    câncer da boca, laringe, gargantas, esôfago, pâncreas, estômago, intestino delgado, bexiga, rins e colo do útero; derrame cerebral, ataque cardíaco, doenças pulmonares crônicas, distúrbios circulares, úlceras pépticas, diabetes, infertilidade, bebês abaixo do peso, osteoporose e infecções dos ouvidos. Pode-se acrescentar ainda o perigo de incêndios, já que o fumo é a principal causa de incêndios em residências, hotéis e hospitais.

PUlmão e coração  Ilustração do pulmão humanoIlustração do pulmão humano  O pulmão humano é composto de pequenos glóbulos chamados alvéolos. O fluxo de sangue e a irrigação sanguinia entre o coração e o pulmão são intensos. A fumaça do cigarro prejudica diretamente o funcionamento do sistema coração-pulmão. Com o passar do tempo os alvéolos pulmonares vão sendo cimentados pelos componentes da fumaça do cigarro, deixando de fazer sua função. O organismo então passa a ter menor oxigenação dos tecidos, resultando em maior facilidade de cansaço para o fumante. O cigarro também causa inúmeros danos ao coração, tal como infarto.

 

Faça um bem a sua saúde pare de fumar!

 

 

Leoni Belini de Azevedo

Coordenador de enfermagem

Fundação Hospitalar de Paraguaçu